Ferramentas Pessoais
Você está aqui: Página Inicial Notícias Enccla define ações para 2015 e se despede de seu idealizador

Enccla define ações para 2015 e se despede de seu idealizador

A 12ª reunião plenária da Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro (Enccla) foi marcada por homenagens a Márcio Thomaz Bastos, um de seus idealizadores

Divulgação/MJ

Plenária Enccla 2015

Brasilia, 21/11/14 -  A 12ª Reunião da Estratégia Nacional de Combate à Corrupção e à Lavagem de Dinheiro (Enccla 2015), terminou hoje (21), em Teresina, Piauí, com as definições de ações prioritárias para 2015 e com homenagens a um de seus idealizadores, Márcio Thomaz Bastos, que faleceu nesta quarta-feira, 20. Em 2004, o então ministro da Justiça convocou órgãos e entidades para pensar conjuntamente formas de coibir a corrupção e a lavagem de dinheiro em nosso país. Desde então, o grupo se reúne ao final de cada ano e faz o balanço dos resultados alcançados e traça ações que serão executadas no ano seguinte.

O secretário executivo do Ministério da Justiça, Marivaldo Pereira, exaltou a atuação do ex-ministro Thomaz Bastos, que considera seu mentor, e lembrou suas realizações no Ministério. Quanto à Enccla, ressaltou que mesmo com a implementação de todas as ações propostas, o Brasil não vencerá o combate à corrupção sem uma reforma política. “Sem uma ampla mobilização e sem tratar desse tema não há como vencer a corrupção e dar sustentabilidade à democracia brasileira”, destacou.

Foram propostas 15 ações para o próximo ano. Destacam-se o desenvolvimento de uma avaliação nacional de riscos relacionados à lavagem de dinheiro; o monitoramento da implementação da Lei de Acesso à Informação; a discussão de diretrizes para a avaliação dos programas de integridade da Lei Anticorrupção; o mapeamento de iniciativas de identificação civil para a implementação do Registro de Identidade Civil (RIC); e a continuidade de desenvolvimento de mecanismos que permitam a identificação dos usuários finais das empresas estrangeiras. Outras ações propõem diagnósticos e metodologias para a adequação do país a algumas recomendações internacionais do Grupo de Ação Financeira contra a Lavagem de Dinheiro e o Financiamento do Terrorismo (Gafi) e para a efetividade das ações de fiscalização, controle e investigação.

Presente à cerimônia, Nicolao Dino Costa, subprocurador-Geral da República, ressaltou que é uma prioridade do Ministério Público Federal o fortalecimento do combate à corrupção por meio, por exemplo, da criação de câmaras e núcleos específicos sobre o tema. Na Carta de Teresina, emitida pelo grupo, foram feitas recomendações para a efetividade do combate à corrupção no país.

"Estamos vivendo um dos períodos de maior visibilidade da corrupção sistêmica em nossa história, porque ela tem diante de si um sistema institucionalizado de combate à corrupção, que é a Enccla. Isso significa que as instituições estão funcionando no Brasil. E isso precisa ser difundido. É fundamental que essa valorização de uma consciência dos brasileiros contra a corrupção esteja acompanhada de um zelo pela crença nos valores da democracia", resume Paulo Abrão, secretário Nacional de Justiça.

Conheça as ações da Enccla para 2015

 

Agência MJ de Notícias

Ações do documento
Agenda
Agosto
DoSeTeQuQuSeSa
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031
Galeria de Imagens ENCCLA
Flickr